IMG_5614
Foto: Giselle Piragis
Plantação de trigo

Hoje, em 1º de outubro de 2018, com uma caneca de café como companheira, retomo um antigo projeto. O Blog De Mala e Cuia (http://demalaecuia.zip.net), que entre 2004 e 2008 contou causos e fatos sobre culturas indígenas. Agora ganha uma nova amplitude. Com mais tecnologia e maturidade profissional, outras culturas também terão destaque.

Cultura, esta palavrinha que me fascina! Sua dimensão é um mundo a ser explorado. Em novos horizontes ou no quintal de casa a fronteira está alí, convidando para ser atravessada.

Quantas culturas você conhece? Quais você já visitou?? O que você considera cultura??? Cultura está além da expressão, não é um reflexo do que somos. É nossa estrutura! Cada sociedade tem a sua própria formada por uma série de códigos que conduzem nosso modo de ser, agir e pensar e de nos fazer estranhar o outro. São estes códigos que nos causam pensamentos de empatia ou de repulsa. Que dão sentido a definição de respeito, intolerância, preconceito, empoderamento.

Cultura nunca esteve tão na moda. Não apenas pelo modo como a acessamos com obras de artes, prédios históricos ou escavações arqueológicas. Mas também no modo como debatemos estas memórias. Este é um processo que nem sempre indolor. É verdade! A aceitação do outro exige decodificações e recodificações. Ninguém está livre de passar por isto. O que pode evitar traumas é a informação. Conhecer o outro disposto a compreender o que faz sentido para ele, mesmo que continue não fazendo sentido para você. Por que é o sentido que define o código.

Venha comigo acompanhar estas histórias e descobrir o sentido de ser de cada um.

Áudio: Por que Código de Cultura?